Feb
27
2011
-

CPqD investe R$ 8,8 mi em laboratório para teste de RFID

CPqD

CPqD

Ambiente atuará no desenvolvimento, teste, simulação e integração das aplicações de identificação por radiofreqüência a redes de sensores, de biometria e de comunicação sem fio.

O CPqD inaugurou nesta sexta (4) o Laboratório de Estudos e Aplicações em RFID, tecnologia de identificação por radiofreqüência. O ambiente, segundo os diretores da empresa, é o único no Brasil que possui uma câmara semianecóica. A inauguração aconteceu na sede do CPqD em Campinas, no interior de São Paulo, e contou com a presença do presidente da instituição, Hélio Graciosa, do Ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, e diversas autoridades.
O laboratório começou a ser montado em junho de 2009 e contou com o apoio do Fundo Nacional de Desenvolviemnto Científico e Tecnológico (FNDCT), do MCT e da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). O valor total do investimento foi de R$ 8,8 milhões, sendo R$ 8 milhões vindo das parcerias e R$ 800 mil do CPqD.
“Esse será um laboratório nacional de referência, onde vai concentar ainda mais investimentos em ciência, tecnologia e inovação. Na história da evolução de tecnologia no Brasil, o CPqD tem um papel decisivo”, disse Mercadante.
Infraestrutura e Serviços
A câmara semianecóica presente no Laboratório é revestida internamente por placas absorsoras e simula um ambiente aberto, mas sem interferências eletromagnéticas externas. Portanto, será possível medir sinais de radiofrequência livres de interferências.
O Laboratório de Estudo e Aplicações em RFID fará três tipos de análises. O teste e medição de radiofrequência (RF) será destinado a verificar se os dispositivos RFID (leitores e etiquetas) estão em conformidade com os padrões do mercado. Outro tipo de estudo permitirá verificar se as etiquetas e leitores RFID estão de acordo com os padrões da EPCglobal, entidade responsável pela implementação do Código Eletrônico de Produtos (EPC).
Além disso, o laboratório atuará no desenvolvimento, teste e simulação de aplicações baseadas nessa tecnologia, em diversos segmentos e cenários. Isso envolve a integração da aplicação RFID com outras tecnologias, como redes de sensores, biometria e redes de comunicação sem fio.
“Nós do CPqD estamos muito honrados de termos sido escolhidos pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e pela Finep para ser a sede desse laboratório de referências em RFID”, disse Graciosa. Segundo o presidente, a criação do laboratório é um reflexo do crescimento na área de tecnologia do Brasil.

Fonte: IPNEW
Escrito por Thamires Costa

Jan
26
2011
-

Shopping Inteligente

Automação de Estacionamento

Automação de Estacionamento

As vendas em shoppings centers em 2010 devem crescer 15% em relação ao ano de 2009, quando esse mercado faturou R$ 71 bilhões. Os dados são da Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce). Por trás dessa soma, estão pessoas que procuram conforto, segurança e facilidade ao realizar compras – o que esses centros de comércio tem, e muito, a oferecer. Para atender a toda essa demanda e atrair mais consumidores, donos de shoppings investem em tecnologia, que está presente desde um “levantar de cancela no estacionamento” até “leitores de código de barra que se comunicam com o caixa”.

Boa parte das inovações está aplicada ao estacionamento, uma das áreas que provocam mais stress aos clientes por causa do entra e sai de carros e das filas dos caixas. A DBTrans, empresa de tecnologia voltada a pagamentos e passagem automática, recentemente reposicionou seu serviço Auto Expresso. “Trata-se de um chip de passagem automática, que já está presente em seis rodovias e 18 shoppings centers”, conta Nielsen Seixas, diretor do Auto Expresso da DBTrans.

O serviço é composto por uma etiqueta eletrônica colada no para-brisa do veículo, que permite a identificação por meio de antenas instaladas nos estacionamentos – como em pedágios – que utilizam a tecnologia de radiofrequência RFID para transmitir dados. Com ele, há redução nas filas em guichês de pagamento e controle de rotativos, credenciados e mensalistas. Os consumidores conseguem entrar e sair das garagens sem precisar de tíquetes.

A Nepos, especializada em comunicação entre entrada de garagem e centrais de shopping, inova ao trabalhar com diferentes tipos de transmissão de dados. Com modelos padrão de cancela e terminais, as tecnologias oferecidas pela empresa são: smart card, RFID hands free, códigos de barras reutilizável e código de barras descartável (nestes dois últimos, o código impresso é o responsável por autorizar a entrada dos veículos).

Avançado, o smart card é um sistema de controle que, com um chip embutido, trabalha de modo online (via protocolo TCP-IP) e offline (para garantir o bom funcionamento em caso de falha na transmissão) e carrega embutido o conjunto de informações do usuário. Já o RFID hands free é um controle de acesso automático com etiquetas inteligentes que operam sem bateria – similares a etiquetas de bagagem das companhias aéreas. Um leitor UHF é responsável pela troca de informações.

Software de gestão

Do ponto de vista de software, o Grupo Ease mantém um programa de controle e gerenciamento total de shoppings centers que ganhou algumas inovações recentemente. O “Módulo AC” foi desenvolvido inicialmente para atender administradoras de centros de compras de pequeno, de médio e de grande porte. A estrutura do “Módulo AC” contribui muito na divisão de tarefas e na organização das informações, criando até mesmo uma ordem para cada etapa. Além das necessidades comuns a qualquer escritório administrativo, o aplicativo oferece mecanismos específicos à área de shopping center:

Com o módulo é possível gerar o cadastro dos espaços locáveis com detalhes de localização, medidores de consumo das lojas, gerenciamento completo das vendas com guias de declarações e valores lançados diretamente na ficha financeira, consumo da loja e acompanhamento completo pós-faturamento.

Com soluções mais simples de operar, a Cosiensa mantém, além de equipamentos para gestão de parques, softwares para caixa manual e central de gestão. Com programas intuitivos, é possível realizar a gestão de todos os meios de pagamentos – cheques, dinheiro, cartões de desconto. O aplicativo conta ainda com suporte a proteção por senhas, turnos de trabalho independentes (na estação de trabalho dos caixas), emissão automática ou manual de listagem de fim de turno.

Serviço:
www.dbtrans.com.br
www.unisiga.com.br
www.nepos.com.br
www.grupoease.com.br
www.cosiensa.com

Fonte: Diário do Comércio

Sep
09
2010
-

Sistema RFID permite a identificação de produtos piratas

Tag RFID para controle de mercadoria

Tag RFID para controle de mercadoria

Duas companhias norte-americanas – Verayo e SkyeTek – desenvolveram um sistema que permite às empresas e consumidores combater a pirataria. Trata-se de uma autenticação RFID de baixo custo que poderá ser implantada nos produtos e que identificará – a partir do uso de um leitor – se determinado produto é ou não falsificado.
A Verayo é a responsável pelo desenvolvimento e introdução dos chips nos produtos. Já a SkyeTek desenvolveu os leitores destes chips. Caso o produto seja falso, o componente emitirá uma luz vermelha. Caso seja autêntico, essa luz será verde.
A aplicação é resultado do uso inteligente de tecnologias simples, mas eficazes. A Verayo desenvolveu uma técnica chamada biometria de silício, algo semelhante à identificação de impressões digitais, e que consegue criar uma tag segura e que não pode ser clonada, ainda que cada chip criado por uma empresa apresente diferenças teoricamente indetectáveis.
O RFID da Verayo usa essas diferenças para identificar cada chip de maneira exclusiva e o leitor da SkyeTek – do tamanho de uma caneta – se encarrega de detectar essas “impressões”.
O sistema será testado para certificar a autenticidade de medicamentos enviados à África. Por enquanto, ambas as empresas trabalham com exclusividade com a GLOBALPCCA, uma associação farmacêutica que luta contra falsificações de remédios. No entanto, o uso da ferramenta para outros produtos não está descartado.

Fonte: IDG Now

Aug
24
2010
-

Congresso apresenta soluções avançadas com tecnologia RFID

Etiqueta RFID

Etiqueta RFID

Soluções avançadas, desenvolvidas com base na tecnologia de identificação e rastreamento por radiofreqüência (RFID), conquistam cada vez mais escala e visibilidade no Brasil. Essas inovações poderão ser conferidas de perto pelos participantes do 1º Congresso Brasileiro de Tecnologia, Sistemas e Serviços com RFID, que acontece na próxima semana em Salvador (BA), entre os dias 26 e 29 de agosto. O evento conta com o apoio da ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações), do Governo do Estado da Bahia, da Fapesb (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia), do Instituto Militar de Engenharia (IME), da GS1 Brasil, do Brasil ID e do Centro de Pesquisas Avançadas Wernher Von Braun.
Empresas como Avery Denisson, Coss Consulting, Digita, GTT (Goods that Talks), Impinj, Motorola, Open System, Saint Paul Etiquetas Inteligentes, SIGO (Sistema Integrado de Gestão Operacional), Tag Líder, Top Code, UPM e Zebra apresentarão no lounge tecnológico soluções inovadoras, que asseguram maior controle na gestão de processos em diversos segmentos (tais como varejo, indústria, agronegócio, setor farmacêutico, entretenimento etc.).
O lançamento do “abadá inteligente”, pela empresa Digita, é um bom exemplo. A indumentária traz um chip RFID que garante a autenticidade da peça e permite monitorar o folião na entrada e nas dependências dos camarotes, garantindo muito mais segurança ao evento. O sistema TRACKER ID também possibilita rastrear as equipes de trabalho, ativos e até mesmo interagir com os foliões, que passam a ter a certeza de utilizar um abadá original, à prova de falsificações. A solução também facilita a vida do gestor, que pode planejar com mais eficácia o próximo evento, baseado na audiência.
Já a Saint Paul Etiquetas Inteligentes, realizadora do evento em conjunto com o SENAI CIMATEC, apresentará a tag transfer especialmente desenvolvida para aplicação no abadá inteligente, além de uma ampla linha de hardware para impressão e leitura de altíssima freqüência (homologada pela ANATEL), etiquetas inteligentes e tags especiais para aplicação em superfícies metálicas, tais como paletes, gaiolas e madeiras.

MUITAS NOVIDADES COM RFID
No evento a Avery Denisson apresentará impressoras, soluções para gerenciamento de dados e análise de retorno de investimentos com tecnologia RFID.
Por sua vez, a empresa COSS Consulting leva ao evento uma série de soluções inteligentes baseadas em tecnologia RFID para os mais diversos segmentos, com destaque para WELCOSS-iPharma (voltada para rastreabilidade e visibilidade de Medicamentos (IUM) conforme nova Lei ANVISA, de 14/1/2009); WELCOSS-iRetail (para rastreabilidade e visibilidade de produtos e mercadorias no Varejo), WELCOSS-iMeat (para a rastreabilidade e visibilidade da Carne no segmento de Alimentos), WELCOSS-iBaggage (para rastreabilidade e visibilidade de bagagens no segmento Aeroportuário). A empresa também apresenta soluções específicas para a Cadeia de Abastecimento Inteligente, tais como WELCOSS-iTracking (voltada para a rastreabilidade e visibilidade de produtos e materiais em geral, incluindo solução para Agronegócio e ambiente WMS), WELCOSS-iKanban (voltada para a rastreabilidade e visibilidade de abastecimento de materiais na Linha de Produção) e ainda soluções para controle de acesso e fluxo de pessoas, tais como o MASTER ID e MASTER ID Ponto (solução para controle de ponto corporativo baseada na Nova Portaria MT, de 21/09/2009, com hardware e software 100% criados pela COSS, homologado e “na nuvem”).
Já a GTT apresenta o Portal Túnel, solução que permite identificar vários produtos de uma só vez por meio da radiofrequência. Com um monitor touch screen acoplado ao AutoID – equipamento que integra hardware (leitor, antena e comunicação) com software para a tecnologia RFID – o Portal Túnel envia para o sistema de entrada e saída de produtos informações sobre a leitura das TAGs, permitindo uma ampla visão da situação do estoque, inclusive via web, integrando os agentes envolvidos em toda cadeia.
Uma das lideres mundiais em soluções RFID de segunda geração, a Impinj irá mostrar no evento leitores, antenas e portais RFID de altíssima frequência.
No lounge tecnológico, a Motorola/Interway apresenta leitores fixos RFID de alto desempenho, especialmente indicados para uso corporativo em espaço restrito na gestão de ativos ou mesmo no rastreamento de estoque no varejo. Leva também ao evento coletores de dados com captura de RFID, que podem ser utilizados pelos trabalhadores de chão de fábrica, armazém, docas de carga e áreas externas.
Com sede em Salvador, a Open System apresentará no evento soluções de mobilidade para coletores de dados Motorola, integrados a impressoras móveis Zebra, além de aplicações móveis para segmentos como saúde, indústria, varejo, logística e distribuição.

RFID NA SEGURANÇA PÚBLICA
No lounge tecnológico os participantes também poderão conhecer o SIGO (Sistema Integrado de Gestão Operacional), uma poderosa ferramenta RFID de coleta, extração e tratamento inteligente de informações criminais, voltada para ações de Segurança Pública. Integra essa solução um conjunto sistêmico que permite padronizar, normatizar, organizar, unificar e agilizar ações e procedimentos, proporcionando identificação instantânea de fatores, perfis e áreas críticas em menor tempo. A ferramenta esta dividida em módulos e sub-áreas de conhecimento, com regras de negócios definidas e totalmente integradas na camada de processos, o que garante total visibilidade de tudo o que acontece no organismo de Segurança Pública, composto por todos os Órgãos, independente da Força (Corpo de Bombeiro Militar, Polícia Judiciária – Civil, Polícia Militar, Polícia Técnica Cientifica, Unidades Penais, Guardas Municipais e Áreas Especiais).
Já a empresa Tag Líder leva ao evento sistemas RFID para controle e localização de documentos e para controle de patrimônio e ativos imobilizados.
A Top Code, por sua vez, apresenta no lounge soluções como AkerMiddleware v2 Light (middleware RFID com suporte aos principais leitores RFID do mercado, entre eles Symbol, Alien, Omron, CSL, Impinj e Datalogic), otimizada para integração direta com Banco de Dados, Arquivos Texto, Excel e Sockets TCP/IP, em sua segunda-versão e também Controle de Patrimonio RFID (sistema auxiliar para Controle de Patrimônio RFID, com funcionamento em coletores de dados e desktops. Permite apuração de divergências entre leituras, emissão de relatórios, bens separados por setores e/ou localidades). A empresa terá ainda duas de suas soluções utilizadas no congresso: Plataforma de Envio SMS (fornecimento de serviços de “torpedos” para os congressistas, com informações sobre a agenda) e Saudação Interativa RFID (em parceria com a Digita e a Saint Paul Etiquetas Inteligentes, a TopCode disponibilizará no congresso um sistema de identificação de convidados com RFID e apresentação de informações em tempo real, com estatísticas de leitura, operando em diversos modelos de equipamentos).
Já a UPM Raflatac leva ao lounge sua linha de inlays RFID em UHF e HF, dispostos em wet, paper face e dry.
A Zebra, por sua vez, apresenta impressoras/codificadoras de identificação por radiofrequência (RFID) de alta performance, que contribuem para a implementação de melhorias instantâneas e mensuráveis na eficiência e precisão operacional, assim como na visibilidade de cadeias de suprimentos. São construídas para suportar condições extremas e altos volumes de impressão. Entre suas características avançadas estão auto calibração, várias possibilidades de alimentação, múltiplos níveis de potência e informações mais detalhadas em display localizado no painel frontal.
Apoiadora oficial do evento, a GS1 Brasil apresentará o software Portable Demo, que irá demonstrar como funciona o EPC Network, um conceito de cadeia de suprimentos conectada de maneira inteligente por meio de padrões de interface estabelecidos pela GS1 EPCglobal (www.epcglobalinc.org).

Fonte: TI na Bahia

Jun
18
2009
-

O que é RFID?

Etiqueta Eletrônica RFID

Etiqueta Eletrônica RFID

Vamos falar de RFID, que vem do Radio Frequency Identication, significa Identificação por Rádio Frequência. Basicamente é um sistema que utiliza a transmissão de ondas de rádio para realizar comunicação de um dispositivo que contenha informações para realizar liberações de acesso ou leitura de dados deste dispositivos.
É amplamente utilizado nas sistemas de controle de acesso de pedestres, acesso de veículos, sistemas de transportes (bilhete único), rastreamento de animais, área de logística e informações de preço (etiqueta eletrônica).
Continue lendo sobre RFID…

Template: TheBuckmaker.com Wordpress Themes | Greengeeks Panel, Urlaub Alpen